Vida o Obra de Arlindo Vicente


VIDA E OBRA DE
ARLINDO VICENTE
  Biografia
    Cronologia
    Os primeiros passos
    Arlindo Vicente ilustrador
    A transição para Lisboa
    As exposições individuais
    Entre direito e pintura
    Defensor dos presos
    Obrigado a oposição
    Um pacto firmado
    A prisão
    Perante o tribunal
  Vida artística
  Vida política
  Fotografias
  Comemorações
  Arquivo Documental
  Início
 


MUSEU S. PEDRO

ROTEIRO CULTURAL E
RELIGIOSO


CULTURA BAIRRADINA

AUTORES DO CONCELHO DE OLIVEIRA DO BAIRRO

ARLINDO VICENTE

FORAL DE OLIVEIRA DO BAIRRO

 


Contacto
 

 

Biografia
Cronologia

1906 - A 5 de Março, Arlindo Augusto Pires Vicente nasce no Troviscal, Concelho de Oliveira do Bairro, Distrito de Aveiro. Filho de Manuel António dos Santos Vicente e de Amélia da Silva Pires Vicente.

1926 - Matricula-se em Medicina na Universidade de Coimbra.

1927 - Organiza o 1.º Salão de arte dos Estudantes da Universidade de Coimbra. Nele participam nove estudantes. Arlindo Vicente expõe 16 obras.

1929 - Casa-se com Adélia marques de Araújo, licenciada em Farmácia.

1930 - Colabora na organização do 1.º salão dos artistas modernos independentes realizada na casa Quintão em Lisboa. Expõe 16 obras.

1931 - 2.º Salão dos Independentes. Participa com 12 obras.

1932 - Licencia-se em Direito na Universidade de Coimbra após ter frequentado a Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Iniciou em Anadia a carreira de advogado.

1957 - É proposto pela oposição a candidato a deputado pelo círculo de Lisboa, nas eleições para a Assembleia Nacional.

1958 - É designado candidato à presidência da República, pela Frente Democrática Nacional. Desiste da candidatura a favor de Humberto Delgado.

1961 - Em 30 de Setembro, nas vésperas da campanha eleitoral para as eleições de deputados, Arlindo Vicente é preso.

1962 - Indiciado como elemento perigoso é acusado, sem provas, de actos subversivos. Acaba por ser julgado em Julho depois de dez meses de prisão, e é condenado a 20 meses de prisão correccional e a cinco anos de suspensão de direitos políticos.

1970 - 1 de Junho. Exposição individual na Sociedade Nacional de Belas Artes.

1974 - 15 de Novembro. Exposição individual na Sociedade Nacional de Belas Artes.

1977 - 24 de Novembro. Arlindo Vicente morre em Lisboa com 71 anos.

1990 - Outubro: 1.ª Exposição individual póstuma no Museu Soares dos Reis, no Porto, promovida pela Ordem dos Advogados por ocasião do seu III congresso.
Novembro: 2.ª Exposição individual póstuma na Fundação Dionísio Pinheiro em Águeda.