Página 21

portagem, podê-las-ão comprar livremente sem
nenhuma obrigação nem diligência; e somente,
antes que as tirem do tal lugar ou termo,
arrecadarão, com os oficiais, o que pertencer sob a
dita pena de descaminhado. E os privilegiados da
dita portagem, posto que não tenham de pagar,
não ficarão escusos destas diligências abrangidas
pelos dois capítulo, das entradas e saídas, como
já ficou dito sobre a dita pena.
As pessoas eclesiásticas de todos mosteiros
tanto de homens como de mulheres, que fazem
voto de profissão; e os clérigos de ordens sacras; e
também os beneficiados de ordens menores,
posto que não as tenham mas que vivem como
clérigos e por tais forem havidos, todos os
sobreditos estão isentos, privilegiados de
portagem e de nenhuma usagem, costumagern,
por qualquer nome que lhe possam chamar, tanto
das coisas que venderem de seus bens